Setembro Amarelo: A favor da vida

2 minutos para ler

O Setembro Amarelo é o mês voltado para a campanha de prevenção ao suicídio no mundo inteiro. Essa é uma preocupação mundial e devemos conscientizar a população sobre a realidade do suicídio e mostrar que existe prevenção em mais de 90% dos casos, segundo a Organização Mundial da Saúde.

O suicídio é um problema de saúde pública, isso não temos duvidas, mas ainda existe um tabu em torno desse assunto. Muitas pessoas não sabem que podem procurar ajuda e outras não sabem como ajudar. Morre um brasileiro a cada 45 minutos e uma pessoa a cada 45 segundos em todo o mundo. O suicídio é uma das grandes causas de morte entre a população, dividindo espaço com câncer e aids. Evitar falar sobre o assunto apenas colabora para o aumento dos casos.

FATORES DE RISCO PARA O SUICÍDIO

– Transtornos mentais e de humor (depressão, bipolaridade, esquizofrenia, síndrome do pânico, etc.);
– Abuso de álcool e drogas;
– Acúmulo de vícios;
– Crises (familiares, de relacionamento, financeira, profissional).

SINAIS DE QUE UMA PESSOA PODE ESTAR PENSANDO EM SUICÍDIO

– Falar frases como: “eu preferia estar morto”, “eu sou um perdedor e um peso pros outros”, “os outros vão ser mais felizes sem mim”, “queria poder viajar e nunca mais voltar”;
– Abandono de um hobby sem substituição por outro;
– Desleixo repentino com a saúde, higiene pessoal e aparência;
– Isolamento;
– Mudança abrupta de comportamento (o extrovertido se tornar introvertido e vice-versa);
– Alterações constantes de humor (euforia x tristeza).

COMO PODEMOS AJUDAR?

– Esteja disposto a ouvir, sem julgamentos e com paciência;
– Mostre que a pessoa é importante para você;
– Leve-o a um psicólogo e psiquiatra para obter tratamento específico.

Cada pessoa que passa por esse problema tem motivos e reações diferentes, mas todas precisam de tratamento médico e o apoio da família e amigos. Abrace essa cause e ajuda ao próximo!

Para mais informações, acesse: https://www.cvv.org.br/ .

Clique aqui e saiba mais!

Posts relacionados

Deixe um comentário