Vasectomia: entenda como funciona esse procedimento

4 minutos para ler

Vasectomia é um método contraceptivo masculino feito através de uma cirurgia rápida e simples com anestesia local. O procedimento consiste na interrupção da circulação dos espermatozoides produzidos pelos testículos que seguiria para a uretra no momento da ejaculação.

Apesar de ser um procedimento muito simples que não causa nenhuma alteração no desempenho sexual masculino e nem nos hormônios, muitos homens se recusam a fazer a vasectomia, mas incentivam as mulheres a fazerem a laqueadura, que é uma cirurgia muito invasiva e mais complexa.

“Na verdade, a maioria dos homens não pensa que vai ficar impotente. Eles são tomados por um sentimento tênue e fluido de medo da diminuição da própria masculinidade, uma vez que se tornaram estéreis. Uma coisa nada tem a ver com a outra”, comentou ao Portal Dráuzio Varella o Dr. Sami Arap, professor de urologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e médico do Hospital das Clínicas (HC) e do Hospital Sírio-Libanês.

INDICAÇÕES

– Homens acima dos 25 anos de idade ou com, pelo menos, dois filhos vivos;

– Quando apresentar risco à própria vida, à saúde da mulher e/ou do futuro concepto (testemunhado em relatório e assinado por dois médicos).

CONTRAINDICAÇÃO

Os casais que não preenchem os critérios descritos na lei.

EXAMES NECESSÁRIOS ANTES DO PROCEDIMENTO

– Eletrocardiograma;

– Raio-x do tórax;

– Exames de sangue e coagulação;

– Outros exames podem ser solicitados pelo médico de acordo com avaliação clinica e histórico de saúde do paciente.

CUIDADOS PRÉ-CIRÚRGICO

– Levar todos os seus exames para a clínica ou hospital;

– Evitar bebidas alcoólicas na véspera;

– Informar ao médico todas as medicações em uso.

CUIDADOS PÓS-CIRURGICO

– Repouso por 48 horas;

– Higienizar a incisão com água e sabão neutro;

– Manter o local seco e limpo;

– Evitar atividades físicas por 7 dias;

– Não ter relações sexuais por 48h;

– Manter os métodos anticoncepcionais até que um espermograma seja realizado para certificar o sucesso da cirurgia. O exame pode ser realizado após 120 dias do procedimento ou após 20 ejaculações.

COMO FUNCIONA

O procedimento é feito através de uma pequena incisão de cada lado da bolsa escrotal, em seguida os ductos deferentes (por onde passam os espermatozoides) são cortados e bloqueados por fios de sutura. Assim, não há passagem para os espermatozoides saírem na ejaculação. A duração é em média 30 a 35 minutos e o paciente é liberado para casa no mesmo dia.

É POSSIVEL REVERTER A VASECTOMIA?

Apesar de a vasectomia ser um contraceptivo definitivo devido a não necessidade de realizar o procedimento no futuro, a vasectomia pode ser revertida.

A reversão é feita por uma microcirurgia com a utilização de um microscópio para fazer a reconexão das extremidades dos ductos deferentes. Dura em média de 2 a 3 horas para finalizar a reversão.

O Dr. Sami Arap explica ao Portal Sírio Libanês que, “Se a reversão for feita três ou quatro anos depois da vasectomia, em 90% dos casos o espermograma é bom e, em 70% existe a chance de a mulher engravidar. À medida que o tempo passa, a hiperpressão no epidídimo vai gerando fibrose e surgem obstruções no lugar em que foi feita a ligadura, mas abaixo desse ponto, o que complica a cirurgia. Embora o índice de repermeabilização seja sempre o mesmo, os espermatozoides não aparecem.

As chances de sucesso são maiores quando o intervalo de tempo entre a vasectomia e a reversão for menor. Para homens vasectomizados há mais de 10 anos tem menor possibilidade de reversão. Por isso, essa decisão deve ser bem pensada pelo homem e sua companheira, para evitar arrependimentos.

LEIA TAMBÉM: Como ajudar os homens da sua família a cuidarem da saúde?

Clique aqui e saiba mais!

 

Referências: https://drauziovarella.uol.com.br/homem-2/urologia/vasectomia-nao-leva-a-impotencia/

https://minhavida.com.br/saude/tudo-sobre/32868-vasectomia

Posts relacionados

Deixe um comentário